14 de novembro de 2011

Alimento

Tudo tem princípio, meio e fim,
Porque aqui, nada é garantido.

Quem acredita não ser assim,
Que coração não pede alimento,
Vai acabar por vê-lo perdido,
Seja qual for o sentimento.

E só quando este se dissipar,
Como lareira sem aquecer,
Compreende que o dar
É complemento de receber.

2 comentários:

Brown Eyes disse...

Excelente. Beijinhos

João disse...

Para mim, passa muito por aqui, Mary. Alimentar o coração de quem amo. Porque, em muito, depende de mim, preservar o seu amor. E como tem resultado, vou continuando assim... Das coisas que me fazem mais feliz, é sentir a felicidade de quem me rodeia. E ter consciência que contribui, um pouco que seja, para que tal seja assim. Beijinho