14 de agosto de 2012

Fernando - na primeira - Pessoa

Não me acostumo com o que não me faz feliz, revolto-me quando julgo ser necessário. Alago o meu coração de esperanças, mas não deixo que ele se afogue nelas. Se achar que preciso voltar, volto! Se perceber que preciso seguir, sigo! Se estiver tudo errado, começo novamente. Se estiver tudo certo, continuo. Se sentir saudade, mato-a. Se perder um amor, não me perco! Se o achar, seguro-o!

7 comentários:

LUZ disse...

Olá João Pedro,

Bonita reflexão!
Estamos numa de segurança. Ainda bem!

Obrigada pelo seu comentário.

Abraços da Luz.

BEIJINHOS À GECA.

João Pedro Canário disse...

Vou adquirindo algum conhecimento, ao longo do caminho. E com isso, vem alguma segurança também.

Beijinho Luz.

LUZ disse...

Boa noite João Pedro,

Agradeço os seus dois comentários no meu blogue.
Não sei se já lhe disse, que dia 19de Julho, criei outro, de nome: LUZES E LUARES.
Se quiser, passe por lá.
Obrigada pelos vídoes tão engraçados, que me tem enviado.
Eu estou de férias, até dia 02 de Setembro.

A segurança e confiança em nós mesmos são fundamentais.

Beijinho para o menino JP e para a menina Geca.

Olinda disse...

o título, parabéns, o título muito bem conseguido. :-)

João Pedro Canário disse...

Obrigado... Aprendi contigo. :-)

Angella Reis disse...

Estar sempre seguro de si. Senhor de tuas vontades.

Adoro esse texto! Abraço! =*

João Pedro Canário disse...

É uma busca constante, Angella. O principal, é alimentar o amor que sinto por mim. Porque só assim, o poderei partilhar com quem me rodeia.

Beijinho